Escuto a vidraça

 

 

 

 

 

René Magritte

 

 

 

 

Escuto a Vidraça

 

 

 

Escuto a vidraça

Onde caem flocos de neve invisível

E o som etéreo atravessa-me a alma

Como se fossem cordas

De violino roubado

 

Temos todos memórias:

Memórias gritadas a tímpanos puros

Ou então

Lançadas ao vento

Ternas e calmas

Como qualquer deserto

De planície ou água

 

Murmuro nas fontes

Orações crispadas

Feitas

De flores outonais

Marcadas na chuva

E esquecidas no orvalho

 

Oiço cantar elfos

Nas sombras mais que pálidas

Da serrania opaca

E vejo

Dilacerada

Que o oiro se fundiu

Às copas das árvores

Como se fosse

Alegoria inscrita nas nuvens

 

Por onde andavas

Quando te quis

Ó nome entoado no côncavo do abismo

Ó estrela esquecida na retina do lobo

Ó grito empapado no suor sangrento

Dos rios invernosos que a manhã não sabe

 

Olho-te para lá das cores

Deste nimbo aberto

Nos muros cerrados

E não sei que ondas

Estremecem no teu gume

Que sinfonias tocam

As tuas divindades

 

Em tempos

Beijei-te

E apertei-me a ti

Na estreiteza plúmbea

De um mar retraído

E ainda oiço

A respiração mítica

Toda tecida

Em suaves murmúrios

 

Se te amo?

Não ponhas amor aí

Mas dá-lhe

A transparência pura das cascatas

O som orgíaco da tempestade

E outras emanações que nos ouvidos puderes

Adivinhar

 

Morre o dia e nascem os sonhos

Nascem os sonhos e cresce o desvario

Cresce o desvario e alastram as fontes

Alastram as fontes e paira o luar

Paira o luar e ressuscitam as musas

 

Vou deixar-te

Nesta ânsia de ver

O infinito de tudo o que a mão estreitece

E amanhã terei

Um dossel de alegria

Erguido nos ombros

Terrenos e frios

Do deserto e da treva

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: