Fanfarra de Iniquidade

 
 
Miscelânea em base real 
 
 
 
 
 
 
FANFARRA DE INIQUIDADE
 
 
Uns pedaços de matéria animada não sei de que fluidos eis o que somos e no entanto cremo-nos  vizinhos da omnipotência 
qualquer lampejo de suposto génio faz-nos crer que a divindade veio ter connosco para nos dotar das asas 
da imortalidade
da supremacia
 tudo o que afinal vai empurrando homens contra homens munidos que estão
não de inteligência
mas de armas todas essa armas que vos puseram nas mãos e não vos coibís de usar a esmo
normalmente atingindo o incauto
o indefeso
o mais pequeno
que heroísmo 
talvez não gostemos de nós
ou então
amamo-nos em demasia
esquecemo-nos de levantar os olhos para outras alturas que não as nossas minguadas montanhas de coisa nenhuma
ah os homens
com as mulheres incluídas
no bolso deles é claro
cada um com a sua pequena mesquinhez  tranformada em grande odisseia
odisseia baça
e contudo revestida de milhares de cintilações
aspiradas de miríades de cristais impressos nas rochas
eles próprios mesquinhos e inócuos
até lhes apontarmos
nós todos
a nossa cupidez
eu não sei que grandeza tenho ou temos
nada é igual a nada
e de tanto sussurro recolhido à entrada das fontes e dos túneis
já não conseguimos ouvir outra coisa
que não seja o nosso próprio tumulto
feito fanfarra de iniquidade

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: