Sede

 
Ticiano
 
 
 
 
 
 
SEDE
 
 
 
 
Dá-me essa cabeça delicada
que tens pesada de sombras e segredos.
 
 
 
Dá-me e repousa na curva do meu colo.
Vou descansar a mão nos teus cabelos
e abrir com a ponta dos meus dedos
teus poros inflamados.
 
 
Amanhã
serás frescura e fonte cristalina
e poderei também matar a minha sede.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: