Horizontes

 
 
 
 
GOYA, El sueño de la razón produce monstruos
 
 
 
 
 
 
HORIZONTES
 
 
 
 
 
 
De olhar esvaziado
 por imprevistas paisagens de miséria
vejo passar as luzes do crepúsculo
em ternas solidões de anseios acrescidos
(bem sei que povoei os olhos de ilusões nefastas)
e quando o sol brilhou
arrebatou pedaços de mágoa
(agonizante)
como se fossem
interlúdios baços de poeira
onde a treva tinha feições delirantes
e o olvido
as sombras de um instante
(mas esvaziar os olhos de toda a promessa de fascínio foi sonho que não tive)
agora sei
que a noite lançou braços doces em torno de outros
horizontes

Uma resposta to “Horizontes”

  1. Unknown Says:

    (wow power leveling) And (wow gold) under the single-site, preferential policies!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: